Inicio Dicas Ejaculação precoce: saiba o que é e como tratar

Ejaculação precoce: saiba o que é e como tratar

0
0
47
Ejaculação precoce atinge um a cada quatro brasileiros (Foto: Unsplash)
Ejaculação precoce atinge um a cada quatro brasileiros (Foto: Unsplash)

Disfunção erétil e ejaculação precoce são algumas das disfunções sexuais que mais atingem os homens. Em pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), um a cada quatro homens no Brasil são acometidos pela ejaculação precoce ou prematura, por exemplo. O estudo revelou também que mais de 59% dos homens já tiveram dificuldade de ereção.

Existem diversas causas que podem estar relacionadas com esse sintoma, mas o mais comum é que esteja relacionada com o estado emocional do paciente, principalmente a ansiedade. Alguns se sentem muito pressionados a ter um bom desempenho no ato sexual – seja com parceiro fixo, encontros casuais ou com acompanhantes – o que interfere negativamente em sua ereção. Outros podem ser afetados pelo estresse do dia a dia, que também é um fator determinante.

Além dos fatores desencadeantes como os emocionais, existem questões genéticas que podem influenciar e condições como doenças da próstata ou hipertireoidismo que também podem levar ao problema. O uso de certos medicamentos também pode estar relacionado à disfunção.

O que é ejaculação precoce

Mas o que é a ejaculação precoce? Segundo a SBU, é quando o homem ejacula antes, durante ou logo após a penetração, com pouco estímulo sexual e antes do momento desejado. O problema é realmente constatado quando os episódios de ejaculação rápida são recorrentes e persistentes.

Existem dois subtipos de ejaculação precoce: a ejaculação precoce ao longo da vida (primária) – ocorre quando a disfunção acontece regularmente, podendo começar no primeiro encontro sexual e persiste ao longo da vida e a ejaculação precoce adquirida (secundária) – se desenvolve em homens mais velhos após um período de função sexual relativamente normal, sem problemas de ejaculação.

Ejaculação precoce adquirida

Apesar do envelhecimento não ser uma causa direta da ejaculação precoce, envelhecer pode contribuir para alterações na ereção e na ejaculação. O envelhecimento pode reduzir a força e o volume da ejaculação em comparação com a juventude e as ereções podem não durar muito antes de ocorrer a ejaculação.

Homens mais velhos podem ficar mais ansiosos em manter a ereção durante a relação sexual, o que pode desencadear a ejaculação precoce ou piorá-la. Para reduzir o risco, é recomendado reduzir a pressão sobre o pênis e não ser tão focado nos genitais durante o sexo, utilizando mais toque corporal e práticas de massagem erótica ou sensual, para ajudar a encorajar a excitação a se espalhar pelo corpo.

Preservativos

Para alguns homens, os preservativos diminuem a sensibilidade sexual e podem impedi-los de ejacular precocemente. No mercado, existem preservativos que são feitos especificamente para ajudar no controle do clímax. Eles têm um material de látex mais espesso ou contêm um agente anestésico para ajudar a retardar o orgasmo. Esta pode ser uma solução rápida e temporária para quem sofre com ejaculação precoce.

Diagnóstico

Os critérios de diagnóstico para a Ejaculação Precoce (DSM-IV-TR) podem ser sintetizados em ejaculação persistente ou recorrente com uma mínima estimulação sexual anterior, na hora ou logo depois da penetração ou antes que o homem deseje ejacular. São avaliados fatores como: duração da fase de excitação, idade, grau de carinho pela parceira, frequência de atividade sexual recente e experiência sexual do paciente.

Como tratar?

Não existem ainda métodos 100% comprovados cientificamente que evitem ou controle a ejaculação precoce. O médico urologista é o mais recomendado para tratar as doenças sexuais masculinas. O profissional faz a investigação do motivo pelo qual se iniciou o problema e indica o melhor tratamento para cada pessoa, mas é importante destacar que o tratamento psicológico também pode ser necessário para resolver o distúrbio. Nesse caso, será necessário procurar também a orientação de um psicólogo.

Atividades para o fortalecimento pélvico masculino podem ajudar no tratamento da ejaculação precoce, pois esses músculos são responsáveis pela região da uretra, canal onde passa a ejaculação. Uma forma simples de exercitá-los é tentar interrompera a liberação da urina durante a micção e fazer com que ela seja expelida de forma pausada, fracionada e lenta.

Também é importante assumir e conversar com o companheiro ou companheira sobre o problema para que ele seja solucionado. Às vezes, por motivo de pressão ou de proporcionar prazer para o parceiro ou parceira sexual, o homem se sente pressionado em satisfazer e dar prazer na cama, ocasionando uma pressão psicológica desnecessária que pode ocasionar a ejaculação precoce.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também:

5 maneiras de ser um idiota na balada

Não seja um idiota na balada! É impressionante que em 90% das baladas de hoje tem vários i…